Estranhos que visitaram

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

O ciúme de Mariana



        Eu te ligo e você não me atende. Mil pensamentos pairam. Ligo para as minhas amigas e elas me irritam. Eu preciso me manter preocupada, eu não posso falhar. O que você está fazendo agora, pensando em quem? E quando você para e olha pra mim apertando a boca? Quer me deixar, né? Eu entendo, nem sei como você aguentou tanto tempo, eu não me suporto. Mas eu preciso te dizer que, se você for, eu não existirei mais. Eu vou ficar vagando e disfarçando tudo com sorriso. Vou ter que aguentar o choro, vou ter que levar a vida. Eu peço pra que você não torne o meu dia a dia em realidade, tenha calma.
        Talvez se a gente fizer uma viagem curta isso suma, mas eu peço que você pense de novo. Só eu sei o que sinto quando vejo você ir mesmo estando ao meu lado, é difícil não conseguir te prender. Na verdade, eu queria ter controle total sobre seus pensamentos, sentimentos, ter mágica e fazer você me enxergar o tempo todo. Aí, eu ia poder dizer a todo mundo o quanto você me sufoca. Pelo contrário, eu tenho que sentir essa sua falta, me acalmar e deixar de bancar a idiota.
         

Um comentário:

Priscila Oliveira disse...

Adorei! Quem posta um conto ganha mais um ponto! Beijinho.